Pular links da navegação e ir direto para o conteúdo

Publicado em 18 de Jun de 2007 às 11:22

12º Encontro de Web Design em Recife

Nunca tinha ido a nenhum encontro de nerds até então e a coisa foi fraca, principalmente em relação às palestras. O 12º EDW deixou a desejar.

Flash… Flash… Flash… e olhos ardendo

Não foram os flashes das câmeras fotográficas. Dois dos 4 palestrantes, Felipe Medeiros da Cappen e o André Matarazzo da Gringo apresentaram muito Flash, muita animação e pouca web de verdade. O Felipe passou a impressão de muito nervosismo, não que falar em público seja a coisa mais fácil do mundo, mas a falta de coesão entre os assuntos abordados e as pausas constantes deixaram a platéia confusa. Um momento marcante foi quando ele falou da preocupação em criar um padrão de navegação para os sites ao mesmo tempo que mostrava o site da Cappen onde cada clique nos links transportam a navegação para um lugar diferente da tela, com tamanho diferente. Ele também pecou em apresentar o site dontclick.it como um exemplo de navegação quando na verdade o site é apenas um experimento acadêmico de como seria uma navegação sem cliques.

Já o André é bom em passar a mensagem, tem estilo próprio e fala fácil. Mas algumas pérolas ficaram na minha cabeça como “Páginas com texto e imagens são um saco, não funcionam pra mim”. E em outro momento depois de ter falado que tinha criado uma nova estrutura para o blog do cliente deixando as coisas mais legais de achar, 1 minuto depois estava ele pescando no full Flash: “Onde que ficam os vídeos mesmo? Hmm…”. Pensei que a visão de web como sendo mistura de cinema com videogame tinha acabado, mas ainda está muito viva.

Nem é preciso dizer que as peças desses dois têm acabamento impecável, grafismos muito atraentes, porém fracas em usabilidade e sem falar da acessibilidade zero do Flash.

As exceções

Conhecer algumas pessoas e rever algumas com quem trabalhei como Manux e Walmar foi válido e as conversas paralelas sobre temas das palestras foram divertidas.

A palestra do Michel Lent da 10 Minutos salvou o encontro e o dia. Foi o meu maior estímulo para ter ido ao evento e apesar dele não ter mostrado nenhuma grande novidade pra mim, superou minhas expectativas em relação a domínio da audiência e dinamismo. Pena que o fã aqui estava sem câmera para tirar foto com ele. :P

Estava muito curioso com a palestra do Gustavo Gusmão da Mooz, tanto por admirar o estilo dos trabalhos impressos que conhecia quanto pelo tema da experiência de um Designer Gráfico se aventurando na web, mas apesar de pincelar alguns conceitos da Gestalt e tipografia, deu muito espaço a apresentação dos trabalhos e acabou dando um pouco de sono.

Sei que sou chato. Mas…

Qual o objetivo de não deixar o público entrar no auditório antes da hora marcada para volta do almoço? Amontoar pessoas na porta, no calor e desorganizar ainda mais a situação? Ou obrigar-nos a rever os stands “vazios”? Não tinha nada no auditório que nós não pudéssemos ver antes de começar. As faltas, mesmo que temporárias, de água também foram um incômodo. Também senti falta de caneta e papel no kit que só tinha publicidade e revistas antigas numa bolsa plástica gigante, barulhenta e irritante. A Arteccom me desculpe, juro que queria ter feito um post mais positivo. Minha nota para o evento fica no 5 esperando que o próximo ano seja melhor.

Retrucadas

Você é Desenvolvedor ou Designer?
Leia o blog do VTEX Lab, núcleo de inovação para ecommerce da VTEX. Também escrevo por lá. :)

  • Eveline

    Rodrigo, concordo com você. O evento deixou muito a desejar, tanto por parte dos palestrantes (com exceção do michel) como por parte da organização do evento. Foi o meu primeiro EWD e foi um pouco decepcionante. Espero que o próximo seja bem melhor.

  • Sim, sim. Saimos de Natal por volta das 4:30 da Manhã e voltamos por volta das 22:00… Valeu a pena. Espero estar lá no próximo ano.

  • Tenho vontade de ir a um evento desses, mas infelizmente na minha cidade só trazem banda de forró ¬¬’

    É triste…

  • Certo, também acho que o evento deixou a desejar na parte de conteúdo, tirando o Michel, acho que todos os outros focaram muito em portfólio, o que não é muito o que o pessoal espera em uma palestra sobre web design, referências que pegamos quando estamos navegar em seus sites.

    Convenhamos também, que as palestras regionais tiveram pouco tempo, principalmente a mooz, para montar a apresentação e saber realmente o que o público esperava.

    Mas o que temos que fazer neste momento é conversar com os pessoas que participaram, colher opiniões, sugestões de melhoria e isso tudo para enviar para arteccom e, com certeza, seremos atendidos.

    Também acho que poderiamos ter um evento bem melhor, mas já que não tivemos, porque não ajudar no próximo, com sugestões?

    Os meninos da Cappen e Mooz, com certeza, fizeram tudo que podiam naquele momento. E se o nervosismo ou o tempo não deixaram que fosse a melhor apresentação do mundo, só temos que apoiá-los e incentivá-los a sempre evoluir e apresentar mais e mais conteúdo para todos nós, porque assim, todos nós crescemos e evoluimos.

    Tanto nós, web designers, como o mercado pernambuco.
    É isso, abraço.

  • “Rodrigos”, vocês estão certos.
    Muniz, realmente o encontro deixou a desejar, faltando discussões sobre tratamento de conteúdo e informação, aflorando assuntos como arquitetura de informação, usabilidade, acessibilidade, padrões web, e etc. Mas como Medeiros disse, temos que apoiar os palestrantes que se propuseram a nos mostrar seus trabalhos e compartilhar conosco “informação”, que é muito importante para nós. O importante é parabenizar os organizadores pelo evento, que proporciona uma interação importante para o nosso estado.

    Abraços!

  • Esses encontros da Arteccom não me surpreendem muito. Fui em 2005, faltei ano passado e devo ir esse ano. Como você disse, as palestras deles mostram uma web muito cinema videogame, fora do ‘mundo real’.

    Vou no de BH dia 14 e também estou esperando muito pela palestra do Michel Lent.

  • Pingback: leonardofaria.net // weblab // » 12 Encontro de Webdesign: o bom, o ruim e o feio ()

  • Pingback: Trackbacks do 12º EWD Recife | ViuIsso? ()

  • Pingback: Impressões sobre 12 Encontro de Web Design em Curitiba · project.47 - Portfolio e blog sobre Web Standards ()

  • É um risco falar de algo que não se conhece, ou se conhece pouco ..
    Gostei dos textos floridos! Eu acho que você tem um talento nato para escrever, mas só !

  • @Ponce
    É engraçado você começar o comentário falando uma coisa e terminá-lo fazendo exatamente o contrário do que falou. :)

    Julgar talentos, que segundo você eu não tenho, sem nem conhecer meu trabalho (que não divulgo) é contraditório demais com a primeira frase do seu comentário. Aliás, ele só foi ao ar mesmo porque precisava desta resposta, mas só!

  • Pingback: Rodrigo Muniz » 13º Encontro de Web Design em Recife e NoB ()

Sobre

Nascido em 1984 é Desenvolvedor Web autodidata desde 2002. Hoje especialista em Design da Informação pela UFPE é Designer na equipe de UX no VTEX Lab (núcleo de inovação para ecommerce), da VTEX.

Saiba mais