Pular links da navegação e ir direto para o conteúdo

Publicado em 7 de Nov de 2005 às 21:30

AdSense cego

Mudei de layout e acabei retirando as propagandas do blog. Usava o que quase todo blogueiro usa, o Google Adsense, uma forma de parceria com o Google anunciando os produtos dos clientes dele.Google Adsense
Forma de propaganda muito elogiada por apresentar publicidade no contexto da página sem gráficos agressivos, apenas textos respeitando as cores da página. O AdSense hoje é um dos grandes responsáveis pela supervalorização da marca Google e também pelos faturamentos atronômicos da empresa, sucesso já imitado pelos concorrentes Y! e Microsoft. Mas é realmente uma idéia genial da empresa juntamente com o AdWords.

Suponha que você tem um site de uma cervejaria e quer que o link dele apareça só em páginas que falem de eventos e programação para o final de semana… Você paga e o Google cria o perfil publicitário da sua empresa, depois paga por cada clique dado naquele links. Do outro lado estão os donos das páginas sobre a programação do final de semana que inserem o código nas páginas deles e ganham do Google parte do que você paga por clique. As três partes felizes, Google ganha muito, você dono da cervejaria tendo seu link contextualizado dependendo do assunto que escolheu, donos de páginas não precisam mais de banner piscantes e coloridos para chamar a atenção dos internautas e o internauta não é mais invadido com janelas popups e banners que cobrem toda a área da página, tendo apenas publicidade em texto que se mistura com o conteúdo do site, o que dizem ser muito menos invasivo, mas isso é questionável.

A publicidade na internet sempre foi tema de muita discussão, alguns desavisados ainda acham o popup uma ótima forma de atingir um público na internet, outros criam uma barra lateral no site para concentrar 500 banners que acabam sendo totalmente ignorados pelos usuários e isso acontece involuntariamente, mesmo colocando o banner bem na altura do olhar ele ainda sofre do mal conhecido como cegueira do banner. Quantas vezes você entrou na UOL e olhou para o banner que aparece bem acima do conteúdo? Como esse tipo de banner virou um padrão entre os portais quase sempre você nem nota que ele está lá, se nota nem sabe sobre o que o conteúdo dele trata. Isso é o banner cego. Mas eu não estou aqui para defender a publicidade contextualizada, apesar de achar uma grande idéia e a melhor opção para se usar como publicidade na internet hoje.

O que acho um grande erro é dizer que essa publicidade invade menos que um popup ou um banner multicolorido. Existe publicidade sem invasão? A contextualizada invade tanto quanto o outro, principalmente quando ele é colocado bem no meio de um texto, e é o que geralmente acontece. Às vezes você está terminando um parágrafo e ao continuar lendo, nota que os links do próximo parágrafo não são parte daquele texto, você já identifica que aquilo é apenas propaganda e continua lendo. Quem lê muito na internet, além de ganhar uma bela indisposição visual ainda cria a cegueira do AdSense, desconsiderando os links do Google tão rápido quanto desconsideraria o banner principal do portal UOL. Escrevi isso tudo só para dizer que retirei o AdSense do meu blog pelo fato de achar que aqui ele só atrapalharia o fluxo dos textos, além do layout ficar ainda mais clean, definitivamente não é assim que vou ficar rico.

Você é Desenvolvedor ou Designer?
Leia o blog do VTEX Lab, núcleo de inovação para ecommerce da VTEX. Também escrevo por lá. :)

Sobre

Nascido em 1984 é Desenvolvedor Web autodidata desde 2002. Hoje especialista em Design da Informação pela UFPE é Designer na equipe de UX no VTEX Lab (núcleo de inovação para ecommerce), da VTEX.

Saiba mais