Pular links da navegação e ir direto para o conteúdo

Publicado em 31 de Aug de 2007 às 00:30

Designer de Interfaces não é piloto de Photoshop

Digg dos sites feitos

Quem codifica HTML, CSS e Javascript não pode desenhar interfaces? Desde que comecei na Web profissionalmente essa é uma questão que me cerca. Levando em consideração conversas e experiências com profissionais da área a resposta da maioria é: “Não, quem codifica não consegue fazer boas interfaces”. Eu não consigo concordar com isso.

A interface não é só visual

O maior motivo pelo qual eu não consigo concordar com essa divisão “o rapaz do layout” e “o rapaz do HTML” é que num projeto web uma interface não morre num PSD fechado. Discordando da minha professora de Projeto Visual, a definição de Interface que conheço é tudo aquilo que serve de intermédio entre o usado e o usuário e não só a parte visual. Então ela passa por um HTML bem estruturado para máquinas, folhas de estilo para outras mídias, um Javascript que não atrapalhe a vida dos usuários de leitores de tela; e é por isso que o Designer de Interfaces para Web deve participar diretamente da codificação e, mesmo que indiretamente, de todo o processo do projeto.

O meu caso

Como Designer de Interfaces para Web digo que sinto sim dificuldades em me libertar da “visão HTML e CSS” no processo criativo da parte visual. No cara-a-cara com o Photoshop não consigo parar de pensar na estrutura semântica do HTML e de como aquilo vai ser complicado de implementar no CSS. Às vezes chego a abortar uma idéia ao notar “Opa! Isso aqui vai precisar de div extra na hora de criar o HTML” e isso é totalmente louco.

Porém vejo claramente que essa é uma limitação minha, um pouco até influenciado pela visão do mercado, e superá-la é meu maior desafio profissional hoje. Sinto tanto prazer em codificar um belo HTML e CSS quanto em estruturar a informação numa boa interface visual num editor gráfico. Na faculdade os estudos de cores, tipografia, semiótica e Gestalt estão correndo soltos e minhas pesquisas nesses assuntos também.

Um bom Designer de Interfaces para Web não deve se especializar apenas em firulas visuais, nem só nas animações Flash ou HTML, CSS e Javascript. Um Designer de Interfaces arretado pra mim é aquele que está envolvido no projeto do começo ao fim, desde a Arquitetura da Informação até na forma que as mensagens de erro de um formulários serão apresentadas. Essa história de colocar Designer de um lado e Front-End Engineer do outro é só desculpa do mercado pra criação de novas necessidades e cursos (claro, sempre eles).

Se você é bom em codificação HTML e CSS e gosta de criar interfaces visuais ou é bom em visual e tem receio em aprender as técnicas dos padrões web, meta a cara nos livros e no Google! Não fique intimidado nem acomodado com o que o mercado impõe e faça acontecer. Quem sabe você também aprende a programar. :) (Sim, eu também acredito que um bom designer pode ser um bom programador se quiser).

Você é Desenvolvedor ou Designer?
Leia o blog do VTEX Lab, núcleo de inovação para ecommerce da VTEX. Também escrevo por lá. :)

  • por Muniz
  • Web

  • Concordo. É fato que se especializar em algo é bem-vindo, mas se o profissional tem capacidade de criar o design visual e ainda codificar HTML, CSS e JavaScript fazendo bem as duas coisas, melhor ainda.

    Um ponto em que você não tocou e que acho relevante é que, quando o designer codifica sua própria criação, às vezes o processo fica mais rápido pelo fato de ele mesmo não precisar desenhar no software gráficos algumas telas. Ele já tem em mente como serão algumas telas internas, então pode “desenhar” direto no código. Isso acontece muito comigo e me economiza um tempo enorme.

    O que eu preciso ainda é saber mais sobre JavaScript. Sou quase analfabeto nisso, ainda.

  • Também acho que não devemos nos limitar ao código.

    É um assunto que vem se tornando cada vez mais pertinente pois, na agência que trabalho, faço parte do setor “Produção”. Lá a gente monta o HTML e CSS, além das animações em Flash e programação ActionScript, nos isentando da criação.

    Porém, TODOS os membros da equipe são capazes de criar, por exemplo: todos que fazem a codificação HTML/CSS estão cursando faculdade de Design, enquanto aqueles que lidam com Flash estão fazendo Publicidade, o que não os impede de criar também.

    Então eu defendo o lado de que deveríamos ter a possibilidade de criar algo, deixando de separar dessa forma como está atualmente.

    Acredito que não tenha como se livrar desse pensamento “não vou fazer o visual dessa forma, senão vou ter que inserir uma DIV extra”, pois nós sabemos codificar. Isso não é ruim!

    Penso que se participarmos mais do processo criativo do projeto irá agilizar ainda mais o desenvolvimento pois estaremos criando sabendo como iremos produzi-lo.

  • Pelo título da matéria, pensei que ia abordar outro tema, algo do tipo: “Realizar algum trabalho sem rapidez e com mais precisão”, é que uso o termo “piloto de photoshop”, para quem manda ver nos atalhos e deixa nego tonto quando para pra ver o tal fazendo uma arte. Mas valendo…Também penso como você, sempre quando estou criando um layout no photoshop, ao mesmo tempo projeto o mesmo dentro de divs, e isso não seria possível se o Zezin fizer o layout e o Pedrinho montar o HTML. Consegui concordar com todas as linhas do seu texto, e acredito sim, que um bom designer pode ser um bom programador se quiser.

    Parabéns aí.

  • Eu sei fazer código mas nunca fui bom pra criar layouts. Acho que a minha dificuldade é a falta de habilidade em softwares de design como Photoshop, Illustrator, etc. Prefiro então ficar com os códigos.

  • Pingback: Just a lightcatcher ()

  • Pingback: fator W » A autoria do layout e a velocidade de codificação ()

  • Acredito que seja obrigação do designer saber, pelo menos, HTML e CSS. Desenvolvedores têm muito mais a fazer do que implementar CSS. Além disso, todos dentro da equipe têm que ter pelo menos uma noçãozinha de tudo o que está envolvido.

    Eu acho isso =P

  • …(Sim, eu também acredito que um bom designer pode ser um bom programador se quiser)…

    hehehe ae é outra etapa :) a 3ª do Jedi :)

    Mas que é bom codificador, realmente tem que ser ninja e pelo menos tentar rabiscar e programar.

  • Sou designer, e detesto programar. Desde pequeno já tenho essa “coisa” de artista, e no outro extremo, odiar matemática e lógica. Apesar de acreditar que ser programador requer muita arte também, mas é algo além da minha compreensão. Sempre utilizei interpretadores de codigo HTML. PHP, ASP? Nem pensar…sei alguns códigos de PHP que me ajudam no desenvolvimento, como utilizar a função “include” e outras ferramentas pra desenvolver formulários, mas é só. Por isso sempre tive parcerias que resolvessem esse lado. Eu desenho, passo pra HTML, e alguém faz as coisas cabeludas em PHP, quando necessárias.

  • @Gustavo Nozella
    Mas Design não é arte e nem Designer é artista. Design é projeto, vai além do visual. Um designer pode se considerar um artista, porém ai ele não faz “design” e sim desenho. Ou seja, ele é um desenhista e não um designer.

  • Eu não sei, mais acredito que sempre se tende a cair mais pra um lado do que pra outro…
    Eu não tenho muito gosto por programação (apesar de sempre estar buscando informações), prefiro ficar somente com o design, mais claro que não faço o projeto e largo na mão do programador. Acho que uma coisa complementa a outra. Entender o mínimo de programação ajuda bastante na hora da criação, até pra você fazer novas coisas sabendo que o programador vai atender exatamente o que foi feito…

    Olha, gostei muito dos seus artigos, linkarei…
    Abrç!

  • Eu crio no Photoshop. Obviamente, com a experiência de ter desenvolvido mais de 300 projetos web nos últimos 13 anos, não invento algo que não possa ser executado mais tarde mas, de uma maneira geral, só vou pensar no CSS depois, na montagem da estrutura – e se não estiver fazendo um site 100% Flash.

    Acho que o designer jamais pode ter sua criatividade limitada por uma ferramenta. Costumo criar com papel e lápis, pois assim a criatividade flui… pelo menos comigo!
    Abraço e parabéns pelo site!

  • Acho que devemos nos especializar em alguma coisa e saber tudo.
    Ex.: Ser muito bom em photoshop e saber o resto um pouco.

    O cara que ter saber muito de tudo acaba não sabendo nada!

  • Fernanda

    Concordo plenamente com você o fato de um designer ser bom em programar e também na criação de layouts facilita muito o trabalho, principalmente pelo fato de não criar layouts que sejam quase impossíveis de trabalhar com as linguagens como CSS e Javascript… Mas quanto a resposta do Vinicius acredito que você possa ser bom em desenvolver layouts sim, o fato de não saber muito das ferramentas pode ser um problema mas para desenvolver um bom layout você não presica ser fera em Photoshop, precisa sim saber muito mais sobre outros assuntos [, claro que saber muito de Photoshop ajuda pra caramba mas tenha emmente que não é tudo!

  • O Designer é responsável por projetar a experiência do usuário. Ele deve ter conhecimento teórico sobre as linguagens de programação para saber explorar isso na hora de criar mas não precisa necessariamente saber a parte lógica que envolve a codificação. As áreas de estudo de interface são extremamente abrangentes assim como as possibilidades do photoshop, existe muita coisa pra ser estudada dentro da matéria “design” e querer fazer todo trabalho sozinho é um pouco egoísta e apesar de existirem trabalhos bem interessantes criados e codificados por uma pessoa eu tenho a convicção de que querer abraçar toda causa vai impor limitações na concepção de um grande projeto. Não concordo que as empresas estejam exigindo especialistas de áreas distintas para “vender mais cursos”, prefiro acreditar que essa seja a busca pela exelência afinal muitas cabeças trabalham melhor do que uma.

  • ótimo texto,acredito que achei o que precisava nas suas palavras. Sou estudante de publicidade e “Garoto de Layout” em uma agência, ando estudando HTML CSS, devido a se esse “garoto de layout” pois quero e gosto de trabalhar para web, devido a isso ando estudando programação, acredito que sim, podemos ser os dois fácil abraços

  • Pingback: PP a medida de todas as coisas?! (revisado) | ACAUÃ BORGES - PHOTOGRAPHY ()

  • Pingback: A autoria do layout e a velocidade de codificação - Fator.WS ()

Sobre

Nascido em 1984 é Desenvolvedor Web autodidata desde 2002. Hoje especialista em Design da Informação pela UFPE é Designer na equipe de UX no VTEX Lab (núcleo de inovação para ecommerce), da VTEX.

Saiba mais