Pular links da navegação e ir direto para o conteúdo

Publicado em 13 de Oct de 2005 às 22:41

Faculdade, iates, dúvidas, 1 milhão de dólares…

Foram 12 anos de vida escolar, 6 meses de uma faculdade furada, uns 2 anos estudando em casa e mais uns 2 de cursinho e me deparo com uma questão que eu acho que deveria ter aparecido mais cedo: Se eu tivesse talento pra o que eu estou tentando, será que eu realmente precisaria de um curso? Você pode responder dizendo que eu não sei tudo e ainda vou aprender muito na tal faculdade. Que sem o diploma eu dificilmente vou conseguir boas oportunidades. Isso é lógico e duramente inquestionável, mas respondo com outra questão: Se eu descobrir durante o curso que não tenho talento e estou só sendo um ótimo aluno e apenas aprendendo um monte de coisa depois de estudar muito? E se eu tentar vencer na raça, na base do talento sendo freela, sonhando alto, eu também posso descobrir que o talento não existe e não tenho a menor vocação pra design por exemplo. O que seria pior?

Pessoas fazem curso de canto por hobby e se descobrem ótimos alunos de música e vão em frente, outras cantam apenas pelo talento e se dão tão bem quanto as primeiras. Se eu me formar em Design ou Publicidade, ou Computação vou criar a partir do meu talento ou vai ser apenas mais um exercício da faculdade que depois de estudar consegue-se a solução?

Larguei sem arrependimentos a faculdade de Geografia há 3 anos, mas a tal da incerteza de ter feito a coisa certa ainda está muito presente. Mesmo sabendo que não tenho nenhum talento para ser professor de Geografia ou geógrafo eu sei que se eu tivesse levado o curso, teria me matado de estudar e acabaria me tornando um bom geógrafo ou mesmo um bom professor se quisesse, mas esse tipo de sucesso não me importa.

Vejo meus amigos “envelhecendo” e bate aquela sensação de que o tempo não pára pra ninguém, começo a fazer contas envolvendo anos de vida, de estudo e sempre caio na mesma de entregar a Deus e me sentindo fraco por fazer isso. Entrego a ele, e quando vou pegar de volta? O texto adolescente com mais perguntas que eu já escrevi, eu sei, mas isso é só reflexo do teor da minha mente cheia de dúvidas e preocupações.

Em 2001 quando fui aprovado no curso que não queria (Geografia) e reprovado no que eu queria (Publicidade) muita gente dizia a velha frase: “Não se preocupa, vestibular é como carnaval, todo ano tem”. E depois vi dois anos de carnaval passando sem nenhum confete ou serpentina pra mim.

O que me preocupa é ficar pensando na faculdade particular que não dá pra pagar ou na pública que não dá pra entrar e que isso pode estar recebendo importância demais da minha parte. Que deve não ser tão importante como parece, ou então estou perdendo tempo com uma coisa que parece que não pode ser adiada, mas que na verdade até pode. Continuo experimentando coisas de design em casa, esperando cliente cair do céu ou reaparecer, fazendo um banner aqui ali para uns, mudando layout de blog sem colocar no ar, tratando fotos de amigos e o tempo passando… A merda do medo não me deixa concluir esse texto.

Você é Desenvolvedor ou Designer?
Leia o blog do VTEX Lab, núcleo de inovação para ecommerce da VTEX. Também escrevo por lá. :)

  • Cara, é uma parada complicada viu. Eu to na luta ae faz um tempo para passar no vestibular e agora que estou na facul me deparei com uma questão: “Será que é isso que eu quero/tenho o dom”?

    Faço Fisica atualmente, ralei 3 anos para entrar numa universidade federal e agora já não sei se é isso. Penso em mudar para engenharia mecanica, as vezes penso em computação, mas, sei la. Queria mexer com design grafico, com publicidade, com alguma coisa que não fosse só numeros, mas não é certeza, isso que eu tenho medo. Esse ano eu vou te contar, foi triste, minha cabeça embaralhou 100% viu, mas fazer o que.. vamo tocando o barco como dá.. :D

    []s :D

  • Acontece com todo mundo, eu queria um curso (Publicidade) mas não passei. Estou fazendo Direito (nada a ver né?!). Mas é isso, as vezes a vida prega umas que agente não consegue explicar. Quem sabe eu não nasci pra ser advogado e estava me enganando querendo publicidade? A vida teria me colocado “nos trilhos”. Mas aí vem aqueles matérias chatas na faculdade… vc olha os outdoors na rua e pensa: “pootz, será que eu não me daria melhor nesse ramo?”
    Mas, como disse o camarada aí de cima “vamo tocando o barco como dá”…

  • pow cara… faz tempo que não via você falar assim e isso me preocupa;
    não vou ficar aqui repetindo as mesmas coisas que eu te digo sempre: coragem!
    sabe o que fazer com o medo, né?

    se cuida cara, pq eu me preocupo!

  • Rodrigo

    [Pô]…
    tri legal essa sua questão super desenvolvida!
    as vezes me sinto igual.
    a conclusão que acabo de tirar, é:
    fodas, já estou cursando, e fodas se não for isso… se não for eu faço outra!

  • renata

    pra mim, a questão não é que curso fazer agora:?!
    se vc gosta de algo lute pra consegui-lo, mesmo que daqui a algums anos não seja mais. VOCE pode ser oque o melhor no que vc quizer.. A vida é assim cheia de mudanças e passageira.. por isso eu acho que agente tem q viver.. e nao se arrepender..

  • Rose

    Olá…achei seu blog pelo google…
    E estava procurando sobree esse tipo de coisa mesmo que você escreveu.
    Eu entrei agora na federal em engenharia de computação…Mas de fato não sei realmente se é o curso certo pra mim. Não é que eu não ache o curso “O” maximo.O estranho é que tem coisas que eu não gosto tantos…E as materias que eu mais gosto são as que normalmente o pessoal não gosta tanto. E gosto mais da parte matematica e fisica do curso…por isso que eu fiz…mas agora estou com uma pergunta na cabeça..tipo :será que é isso mesmo?
    Eu vou deixar passar esse ano e esperar que isso só seja coisa da minha cabeça…e além do mais…sempre dizem que o primeiro semestre é complicado…
    ENtão vamos lá…a luta…e ver o que acontece…Se não der certo acho que vou fazer matematica. XD

  • lady

    Puts,eu estava lendo tudo isso,e cai aqui justamente porque estava procurando uma “alma” que me salvasse da minha indecisão,tenho 28 anos,não me formei em nada,e estou preucupadissima,fiz zilhões de teste vocacional,que não deram em nada,ou sempre a mesma coisa,talento para artes e o social.Poxa vida perdi tempo e dinheiro em uma faculdade de Letras e Espanhol…percebi que não era em nada o que eu queria fazer,peguei até um certo trauma…rs,emfim só,sem talento,cheia de dúvidas e com medo de errar,nem vou me atrever a pedir ajuda!!!!!!

Sobre

Nascido em 1984 é Desenvolvedor Web autodidata desde 2002. Hoje especialista em Design da Informação pela UFPE é Designer na equipe de UX no VTEX Lab (núcleo de inovação para ecommerce), da VTEX.

Saiba mais