Pular links da navegação e ir direto para o conteúdo

Publicado em 9 de Apr de 2009 às 11:28

Internet Banking: falta inovação

Toda vez que entro num dos meus internet bankings tenho a mesma impressão de que alguma coisa está errada. Cada dia são mais senhas e letrinhas para decorar, teclados virtuais que usam tecnologias que eram ideais na década passada, sem falar nas interfaces onde os únicos gráficos são banners para anunciar novos produtos para minha conta. E a restrição de browsers no auge do uso dos padrões web? Patético. Usuário de Mac que sou, nem sei quanto tempo já perdi com atendente no telefone tentando explicar que não tenho “botão iniciar” nem Internet Explorer e que nada impede que o Safari ou Opera sejam “homologados”. O que era pra ser prático vira um jogo de números, letras, cartões e telefonemas; mas as coisas já foram piores, justiça seja feita.

É claro que o foco maior sempre será a segurança, mas até onde/quando precisaremos sufocar o usuário com limites e alternativas toscas em nome de uma segurança que mais parece desculpa para deixar as coisas mais burocráticas? A causa desses problemas é a falta de culhões dos gerentes de TI para parar de pensar apenas nos benefícios da segurança e passar a pensar no sentido macro da palavra “benefício”. Pensar em usar a tecnologia de forma segura sim, mas dando aquela comodidade que tanto os bancos prometem a seus clientes. E hoje fica claro que a tecnologia é o caminho óbvio para se conseguir o equilíbrio perfeito entre comodidade e segurança.

Os bancos devem diminuir seus investimentos em segurança? Não! O que quero dizer é que eles devem pensar mais no usuário; considerar melhor o cliente na hora de implementar soluções como (mais) um cartão cheio de senhas aleatórias. Se eu usar a tecnologia para melhor o controle das minhas finanças eu não teria sempre mais grana para deixar no banco? Por que meu internet banking não pode me ajudar com meu orçamento pessoal? O que impede hoje um internet banking de ser um gerenciador financeiro pessoal para controlar gastos e ativos? Por que para usar serviços de celular eu ainda preciso pagar mais por isso, mesmo com a popularidade do celular entre brasileiros economicamente ativos? O que há com os designers dos bancos que não humanizam mais as interfaces?

Fica aqui o protesto e o pedido aos bancos brasileiros por um pouco mais de foco em inovação, como também no usuário.

Você é Desenvolvedor ou Designer?
Leia o blog do VTEX Lab, núcleo de inovação para ecommerce da VTEX. Também escrevo por lá. :)

Tags:, ,

  • Quando usava Linux desisti de acessar a Caixa Economica. Apesar de funcionar perfeitamente no Firefox/Windows, no Firefox/Linux eu tenho que ligar e pedir uma autorização pra entrar na minha própria conta. E no Windows eu tenho acesso direto, sem qualquer tipo de bloqueio.

    Onde ta a segurança? :) Se bloqueia e pede autorização em um, porque não no outro? É complicado.

    Acho que o único banco que funciona em qualquer navegador é o BB.

  • Eveline

    Acesso o BB e nunca tive grandes problemas ( o único, até hoje, foi que “do nada” meu computador foi descadastrado e tive que fazer o processo todo de novo) e tem um gerenciado financeiro que nunca usei, mas conheço gente que usou e aprovou. Parabéns pelo artigo!

  • Os bancos são uma vergonha em se falando de Web. Pra eles só existe o Windows e o Internet Explorer. O bizarro é que esta dupla é a que dá menos segurança ao usuário.

  • concordo com o Micox… e outra. e outro dia, fui efetuar um pagamento no site do Bradesco munida de rg, cpf, cartão com chaves de segurança e o cartão do banco.

    fiz tudo, pra no final dizer: não foi possível efetuar essa operação. dirija-se até à agência para obter mais uma senha e bla bla bla.

    quase fui agência xingar, mas me contive, porque se não iam alegar que é pra própria segurança!

    impressionante a burocracia! se fosse assim, pra que existe então internet banking?!

  • Giovanna Carvalho

    Olá Muniz, tudo bem?
    Sou Giovanna Carvalho da Edelman, agência de comunicação da Symantec. Li seu post sobre os artifícios que os Internet Banking utilizam para proteger os usuários e concordo que, muitas vezes, pode ser cansativos passar por tantos processor. Porém, quando pensamos o tipo que informação que estamos expondo na rede acredito que todo esforço seja válido.
    Há muito o que se fazer quando um criminoso cibernético possui sua agência, conta, CPF, senha, endereços de e-mail e muito mais. Esse tipo de crime não fica restrito apenas à Web e pode trazer consequências também no “mundo real”.
    Um abraço, Giovanna
    giovanna.carvalho@edelman.com

  • Fala Rodrigo… sensacional o seu artigo.

    Apesar de apenas alertar para problemas que todos nós enfrentamos dia-a-dia ao acessar Internet Bankings, ele é um excelente ponta pé para uma discussão mais longa. A interface dos IB’s existententes atualmente…

    Já pensei muito sobre isso e como todo bom serviço atual, acredito que a customização da interface deveria existir desde já. Fora a customização, os IB’s ainda tem muito a melhorar do ponto de vista do usuário.

    Fazendo um exercício de futurologia, o que você acha ou onde você acha que os IB’s poderiam ser melhores?

    Abraços,
    Marcelo

Sobre

Nascido em 1984 é Desenvolvedor Web autodidata desde 2002. Hoje especialista em Design da Informação pela UFPE é Designer na equipe de UX no VTEX Lab (núcleo de inovação para ecommerce), da VTEX.

Saiba mais